Caturra Vermelho

ORIGEM

Caturra Vermelho e Amarelo tratam-se de duas cultivares de porte baixo, provavelmente originadas de uma ou duas mutações naturais de ‘Bourbon Vermelho’, de
porte alto. A forma amarela pode também ter origem numa mutação natural do próprio ‘Caturra Vermelho’. Foram encontradas na Serra do Caparaó, na
divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Sementes de plantas com frutos vermelhos ou amarelos foram introduzidas no IAC, provenientes
do município de Siqueira Campos, estado do Espírito Santo, em 1937, onde foram selecionadas e liberadas a partir de 1949 e registradas no RNC em
1999, com as siglas Caturra Vermelho IAC 477 e Caturra Amarelo IAC 476.
 

CARACTERÍSTICAS

São suscetíveis à ferrugem e caracterizam-se, principalmente, por possuírem porte reduzido, decorrente da redução do comprimento dos
internódios dos ramos ponteiros e laterais, proporcionando aspecto compacto aos cafeeiros (Figura 6). Trata-se da primeira mutação de café
encontrada com porte reduzido e elevada capacidade produtiva. Dessa maneira, estas cultivares contribuíram para profundas alterações no plano
geral de melhoramento do cafeeiro. Apresentam bebida de ótima qualidade, pois têm praticamente 100% do café Bourbon.
Entre os grandes problemas da utilização para o plantio comercial das cultivares Caturra Vermelho IAC 477 e Caturra Amarelo IAC 476, nas
condições em que foram plantadas no Brasil, estão a falta de rusticidade e a conseqüente falta de vigor, após algumas colheitas, levando ao
depauperamento precoce.
 

PROPRIEDADES

 

RECOMENDAÇÕES DE PLANTIO

A utilização das cultivares de porte baixo Caturra Vermelho IAC 477 e Caturra Amarelo IAC 476, no Brasil, não foi bem sucedida e, em alguns
casos, bem avaliada. Em lavouras mais velhas, a produção por planta, em geral, é inferior à das cultivares de porte alto Mundo Novo e Acaiá. A
experimentação em plantios adensados e superadensados com estas cultivares de porte baixo não foi devidamente estudada no Brasil. Em locais
de elevada altitude e com solos férteis situados em outros países da América Latina, são plantadas, até hoje, utilizando-se, em alguns casos,
sistemas de plantio adensado, superadensado ou com arborização (Figura 6). Na Colômbia, a cultivar Caturra Vermelho representa cerca da 65% de
área ocupada com café e, na Costa Rica, ao redor de 70%. No Brasil, em locais de elevada altitude e com solos férteis, estas cultivares devem ser experimentadas no sistema de plantio adensado, devido à maturação mais precoce que devem apresentar em relação às cultivares Catuaí Vermelho, Catuaí Amarelo e Obatã, bem como pela excelente qualidade da bebida, pois são derivadas de Bourbon Vermelho.  Os espaçamentos podem variar de 2,0 a 3,5 m entre fileiras, por 0,5m na
linha.
 

FICHA TÉCNICA

PORTE Baixo
COPA Cilíndrica
DIÂMETRO DA COPA Médio
COMPRIMENTO DE INTERNÓDIO Curto
RAMIFICAÇÃO SECUNDÁRIA Abundante
COR DAS FOLHAS JOVENS Verde
TAMANHO DA FOLHA Médio
COR DO FRUTO MADURO Vermelha
FORMATO DO FRUTO Oblongo
TAMANHO DA SEMENTE Médio
FORMATO DA SEMENTE Curto e largo
CICLO DE MATURAÇÃO Tardio
ONDULAÇÃO DA BORDA DA FOLHA Pouco ondulada
RESISTÊNCIA À FERRUGEM Suscetível
RESISTÊNCIA A NEMATÓIDE Suscetível
VIGOR Alto
QUALIDADE DA BEBIDA Boa
PRODUTIVIDADE Alta