Travessia

ORIGEM

A cultivar Travessia é resultante do cruzamento entre as cultivares Catuaí Amarelo com a cultivar Mundo Novo. Estes cruzamentos foram realizados na década de 1960 no Instituto Agronômico de Campinas (IAC). O objetivo era recuperar alelos de importância da cultivar Mundo Novo e diversificar as características da cultivar Catuaí, além de selecionar formas mais vigorosas, produtivas, mais precoces e uniformes quanto à maturação dos frutos. No início da década de 1970, com a introdução desse material em Minas Gerais pelo Sistema Estadual de Pesquisa Agropecuária (Epamig/Ufla/UFV), novos retrocruzamentos foram realizados e as seleções intensificadas, obtendo-se posteriormente as cultivares Rubi e Topázio. Houve continuidade no programa de melhoramento avaliando-se plantas derivadas da cultivar Topázio MG 1190, que apresentavam potencial para gerar progênies com caracteres de interesse e distintas da população original. Em ensaios de competição de progênies resultantes dessa população instalado nas Fazendas experimentais da Epamig nos municípios de Três Pontas e São Sebastião do Paraíso, MG, e em propriedade particular no município de Capelinha, MG, com base no desempenho, principalmente da produtividade, após nove colheitas, sendo a última após poda do tipo esqueletamento, foi selecionada a progênie 1190-11-70-2 entre as 37 estudadas que originou a cultivar derivada Travessia, cujo nome de registro no Registro Nacional de Cultivares (RNC) é MGS Travessia’.
 

CARACTERÍSTICAS

A cultivar Travessia apresenta porte baixo semelhante à cultivar Catuaí Vermelho IAC 99 e formato cilíndrico. Os ramos plagiotrópicos apresentam internódios curtos, com ramificações secundárias abundantes. Assim como a cultivar Topázio possui frutos de colaboração amarela quando maduros, porém a cultivar Travessia apresenta brotos de coloração verde, o que facilita a diferenciação entre as duas cultivares desde a fase de viveiro. A “Travessia” apresenta excelente produtividade e vigor vegetativo, sem apresentar esgotamento e seca de ramos produtivos em ano de alta produção. Apresenta também excelente resposta a poda do tipo esqueletamento, haja vista a alta produtividade alcançada na primeira safra após este tipo de poda.
 

RECOMENDAÇÕES DE PLANTIO

O plantio da cultivar está sendo indicado para o espaçamento entre ruas superior a 2,50m e entre plantas acima de 0,7m e para o cultivo são recomendados os mesmos tratos culturais Topázio. A cultivar Travessia também está sendo recomendada para o sistema de produção “Safra zero”, devido à sua elevada capacidade de resposta a poda tipo esqueletamento.
 

FICHA TÉCNICA

PORTE Baixo a médio
COPA Cilíndrica
DIÂMETRO DA COPA Médio
COMPRIMENTO DE INTERNÓDIO Curto
RAMIFICAÇÃO SECUNDÁRIA Alta
COR DAS FOLHAS JOVENS Alta
TAMANHO DA FOLHA Médio
COR DO FRUTO MADURO Amarela
FORMATO DO FRUTO Oblongo
TAMANHO DA SEMENTE Médio
FORMATO DA SEMENTE Curto e largo
CICLO DE MATURAÇÃO Médio
ONDULAÇÃO DA BORDA DA FOLHA Pouco ondulada
RESISTÊNCIA À FERRUGEM Suscetível
RESISTÊNCIA A NEMATÓIDE Suscetível
VIGOR Alto
QUALIDADE DA BEBIDA Boa
PRODUTIVIDADE Alta