Ouro Verde IAC H 5010-5

ORIGEM

Foi desenvolvida a partir da recombinação ocorrida no cruzamento controlado entre cafeeiros selecionados das cultivares Catuaí Amarelo IAC H 2077-2-12-70 e Mundo Novo IAC 515-20. A hibridação (H 5010) foi realizada em Campinas, SP, em 1961. O objetivo foi conferir à cultivar Catuaí, de porte baixo, ainda mais vigor, tentando-se obter recombinação mais produtiva e com outras características agronômicas favoráveis. Nas gerações F e F , selecionaram-se plantas com frutos de cor vermelha, 2 3 prosseguindo-se as seleções dos descendentes desses cafeeiros até a geração F , a qual denominou-se Ouro Verde IAC H 5010-5. Em 2000, foi 6 lançada oficialmente pelo IAC. As sementes estão sendo distribuídas apenas em pequena escala.
 

CARACTERÍSTICAS

Os cafeeiros da cultivar Ouro Verde IAC H5010-5 são suscetíveis à ferrugem e apresentam-se produtivos e mais vigorosos que os da cultivar Catuaí Vermelho. Em um experimento, a altura das plantas atingiu 192 cm e o diâmetro da copa, 202 cm, com oito anos de idade; a cultivar Catuaí Vermelho IAC 81, utilizada como testemunha, atingiu 185 e 184 cm, respectivamente. Portanto, seu porte é baixo, mas, devido ao grande vigor, os cafeeiros apresentam-se um pouco maiores que os da cultivar Catuaí Vermelho IAC 81. Os internódios são curtos e a ramificação secundária abundante. O sistema radicular é bem desenvolvido, o que confere equilíbrio fisiológico adequado à sua vigorosa parte aérea.As folhas novas são de coloração verde e as adultas, verde-escura brilhante. As ramificações secundárias são abundantes e o enfolhamento ótimo. Usualmente, os dois florescimentos principais ocorrem em setembro e outubro, e a maturação em maio e junho. Os frutos são de coloração vermelha. O período médio, da fertilização à maturação completa dos frutos, em Campinas, SP, é de cerca de 225 dias, semelhantemente à cultivar Catuaí Vermelho. O valor da peneira média é 17 (pouco acima da de 'Catuaí Vermelho') e a porcentagem de sementes do tipo chato é da ordem de 95%. A qualidade da bebida é excelente e a participação do café 'Bourbon' em sua formação é em torno de 62,5%.
 

RECOMENDAÇÕES DE PLANTIO

Em um experimento no Centro Experimental de Campinas, a produção média de café beneficiado da cultivar Ouro Verde IAC H 5010-5 foi levemente superior à de 'Catuaí Vermelho IAC 81' (2.552 e 2.124 kg de café beneficiado/ha, respectivamente). Devido a sua excelente produção e ao ótimo vigor, esta cultivar de porte baixo é de grande potencial para a cafeicultura brasileira. Os cafeicultores que praticam a cafeicultura familiar podem também utilizá-la e usufruir de seus atributos. Os espaçamentos indicados para plantio são semelhantes aos assinalados para a cultivar Catuaí Vermelho. Possui também boa tolerância à seca.
 

FICHA TÉCNICA

PORTE Baixo
COPA Cilíndrica
DIÂMETRO DA COPA Médio
COMPRIMENTO DE INTERNÓDIO Curto
RAMIFICAÇÃO SECUNDÁRIA Abundante
COR DAS FOLHAS JOVENS Verde
TAMANHO DA FOLHA Médio
COR DO FRUTO MADURO Vermelha
FORMATO DO FRUTO Oblongo
TAMANHO DA SEMENTE Médio
FORMATO DA SEMENTE Curto e largo
CICLO DE MATURAÇÃO Médio a tardio
ONDULAÇÃO DA BORDA DA FOLHA Pouco ondulada
RESISTÊNCIA À FERRUGEM Suscetível
RESISTÊNCIA A NEMATÓIDE Suscetível
VIGOR Alto
QUALIDADE DA BEBIDA Boa
PRODUTIVIDADE Alta