Oeiras MG 6851

ORIGEM

É resultante do esforço conjunto entre a Universidade Federal de Viçosa e a EPAMIG. Foi desenvolvida pelo método genealógico a partir do híbrido CIFC HW 26/5, resultante do cruzamento entre 'Caturra Vermelho' (CIFC 19/1) e 'Híbrido de Timor' (CIFC 832/1), sendo, portanto, uma cultivar pertencente ao germoplasma Catimor. Na geração F , algumas progênies 4 desse cruzamento destacaram-se quanto à capacidade de produção de frutos, vigor vegetativo, longevidade e resistência à ferrugem-do-cafeeiro; dentre elas, a UFV 1340, da qual foi selecionada, em geração F , a progênie 5 UFV 2983. Uma mistura de sementes das melhores plantas dessa progênie foi registrada em geração F como UFV 6851, a qual deu origem a cultivar 6 Oeiras MG 6851, liberada para plantio comercial na geração F .
 

CARACTERÍSTICAS

A maioria dos cafeeiros comporta-se como resistente às raças de Hemileia vastatrix Berk et Br., prevalecentes nas regiões cafeeiras do estado de Minas Gerais. No entanto, já se observa, em alguns locais, a ocorrência de plantas com moderada incidência de ferrugem. Apresenta porte baixo e copa de formato cônico, com altura e diâmetro de copa ligeiramente inferiores em relação às cultivares Catuaí Vermelho IAC 44 e IAC 15. Os brotos são de coloração bronze, os frutos são vermelhos e as sementes graúdas e de formato ligeiramente alongado. A maturação é uniforme e intermediária entre as cultivares Mundo Novo e Catuaí Vermelho. Apresenta produtividade semelhante à da cultivar Catuaí Vermelho IAC 44.
 
 

RECOMENDAÇÕES DE PLANTIO

É preferencialmente indicada para as regiões de elevada altitude do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba, Sul de Minas e Zona da Mata do estado de Minas Gerais. Em razão de sua resistência à ferrugem-do-cafeeiro e de seu porte e arquitetura, pode ser utilizada em plantios adensados em espaçamentos de 2,0 a 2,5 m entre fileiras e de 0,50 a 0,70 m entre plantas dentro das fileiras.
 

FICHA TÉCNICA

PORTE Baixo
COPA Cônica
DIÂMETRO DA COPA Pequeno
COMPRIMENTO DE INTERNÓDIO Curto
RAMIFICAÇÃO SECUNDÁRIA Média
COR DAS FOLHAS JOVENS Bronze-escuro
TAMANHO DA FOLHA Médio a grande
COR DO FRUTO MADURO Vermelha
FORMATO DO FRUTO Oblongo
TAMANHO DA SEMENTE Grande
FORMATO DA SEMENTE Longo e estreito
CICLO DE MATURAÇÃO Médio
ONDULAÇÃO DA BORDA DA FOLHA Sem ondulação
RESISTÊNCIA À FERRUGEM Moderadamente resistente
RESISTÊNCIA A NEMATÓIDE Suscetível
VIGOR Médio
QUALIDADE DA BEBIDA Boa
PRODUTIVIDADE Alta