Obatã Vermelho IAC 1669-20

ORIGEM

É derivada do cruzamento da cultivar Villa Sarchi com o Híbrido de Timor (CIFC 832/2), o qual gerou o híbrido F (H 361/4), realizado pelo 1 Centro de Investigação das Ferrugens do Cafeeiro (CIFC), em Oeiras, Portugal. Cafeeiros F provenientes do híbrido H 361/4 (Villa Sarchi x 2 Híbrido de Timor) foram plantados, em 1972, em Campinas, apresentando boas produções. Progênies de cafeeiros selecionados foram avaliadas em diversos experimentos e, assim, a seleção continuou por várias gerações. Durante os ciclos de seleção, aparentemente, ocorreram cruzamentos naturais com as cultivares Catuaí Vermelho e ou Catuaí Amarelo, utilizadas como testemunhas nos experimentos. A cultivar Obatã IAC 1669-20 é resultante de uma provável hibridação natural de um cafeeiro de H 361/4 com outro da cultivar Catuaí Vermelho. A 'Obatã IAC 1669-20' foi lançada oficialmente pelo IAC em 2000 e registrada no Registro Nacional de Cultivares (RNC), em 1999.
 

CARACTERÍSTICAS

É uma cultivar que apresenta elevada resistência à ferrugem. É de maturação tardia e, em algumas regiões, mais tardia do que a própria 'Catuaí Vermelho'. Apresenta, em alguns locais, produção superior à da cv. Catuaí Vermelho, principalmente quando se consideram as primeiras colheitas. A produtividade média, no período de seis anos de colheitas consecutivas, em um experimento em Garça, SP, foi de 37,5 sacas de café beneficiado por hectare/ano, enquanto a de 'Catuaí Amarelo',utilizada como testemunha, foi de 36,4 sacas/ha. Tem porte baixo, internódios de tamanho médio, folhas largas, cor verde nas folhas novas, frutos grandes e vermelhos (Figura 14). As dimensões da altura e do diâmetro da copa são semelhantes às da cultivar Catuaí Amarelo. A porcentagem de grãos normais (chatos) é superior a 85% e a peneira média, em torno de 17%. O rendimento oscila em torno de 50%. É exigente em nutrição. A qualidade da bebida é muito boa. Na formação da cultivar Obatã IAC 1669-20, a cultivar Bourbon Vermelho teve participação aproximada de 62,5%.
 
 

RECOMENDAÇÕES DE PLANTIO

Como apresenta elevada resistência ao agente da ferrugem, é indicada preferencialmente para plantios adensados ou em renque. Os espaçamentos podem variar de 2,0 a 3,0 m x 0,5 a 1,0 m, conforme a região cafeeira ou, no adensado mecanizável, de 3,0 a 3,5 m x 0,5 a 1,0 m, ou outros espaçamentos semelhantes aos utilizados no plantio da cultivar Catuaí Vermelho.
 

FICHA TÉCNICA

PORTE Baixo
COPA Cônica
DIÂMETRO DA COPA Médio
COMPRIMENTO DE INTERNÓDIO Médio
RAMIFICAÇÃO SECUNDÁRIA Alta
COR DAS FOLHAS JOVENS Verde
TAMANHO DA FOLHA Grande
COR DO FRUTO MADURO Vermelha
FORMATO DO FRUTO Oblongo
TAMANHO DA SEMENTE Grande
FORMATO DA SEMENTE Curto e largo
CICLO DE MATURAÇÃO Muito tardio
ONDULAÇÃO DA BORDA DA FOLHA Pouco ondulada
RESISTÊNCIA À FERRUGEM Altamente resistente
RESISTÊNCIA A NEMATÓIDE Suscetível
VIGOR Alto
QUALIDADE DA BEBIDA Boa
PRODUTIVIDADE Alta