Café especial: participação em eventos na Ásia pode render US$ 11,8 mi ao Brasil

03/12/2019 14:23 Paulo André Notícias

De 7 a 10 de novembro, 14 empresas nacionais realizaram contatos comerciais com 200 compradores e formadores de opinião da Coreia do Sul nas reuniões de negócios e sessões de cupping realizadas no estande brasileiro dentro da Cafe Show Seoul 2019, realizada na capital sul-coreana.

A iniciativa, que integra as ações do projeto setorial “Brazil. The Coffee Nation”, realizado em parceria por Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), pode render US$ 10,04 milhões em negócios, com US$ 2,11 milhões já fechados no evento e a possibilidade da concretização de outros US$ 7,93 milhões nos próximos 12 meses.

Entre 15 e 18 de novembro, foi a vez de oito empresários brasileiros realizarem 78 contatos comerciais, através de reuniões de negócios e sessões de cupping, no estande nacional na Taiwan International Coffee Show 2019, em Taipé, capital taiwanesa. Os encontros renderam US$ 370 mil na feira e o prognóstico para a realização de mais US$ 840 mil em negócios até o evento do ano que vem.

Os brasileiros também realizaram uma rodada de negócios fora da programação da feira, que rendeu US$ 130 mil in loco e a previsão para mais US$ 380 mil nos próximos 12 meses. A soma das possibilidades de comercialização com as ações em Taiwan pode render receita de US$ 1,720 milhão.

Esses dois mercados asiáticos estão ranqueados como prioritários no projeto setorial realizado por BSCA e Apex-Brasil devido ao significativo potencial de crescimento no consumo. Em 2018, a Coreia do Sul foi o 15º principal destino das exportações do "Brazil. The Coffee Nation", com suas importações totalizando US$ 26,296 milhões. Taiwan, um mercado mais novo para cafés especiais, ocupou a 33ª posição no ranking, adquirindo o equivalente a US$ 5,381 milhões.

BRAZIL. THE COFFEE NATION
O projeto setorial "Brazil. The Coffee Nation" é desenvolvido pela BSCA e pela Apex-Brasil com foco na promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o Brasil como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas no país. O projeto visa, ainda, a expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros.

Iniciado em 2008, a vigência do atual projeto se dá até maio de 2020, tendo como mercados-alvo: (i) Alemanha, Austrália, Canadá, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Reino Unido, Rússia, Taiwan (Formosa) e Turquia para os cafés crus especiais; e (ii) Argentina, China e Estados Unidos para os produtos da indústria de torrefação e moagem. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705 / (35) 3212-6302 ou do e-mail exec@bsca.com.br.

Mais informações para a imprensa
BSCA – Assessoria de Imprensa
Paulo André C. Kawasaki
(61) 98114-6632 / ascom@bsca.com.br